Clube de Leitura Cristã da paróquia de Porto de Mós


1º O Clube de Leitura Cristã é uma associação de fiéis da paróquia de Porto de Mós com a qual se identifica;

2º Este clube tem por objectivo promover a leitura de livros que tenham em si mesmo uma mensagem cristã;

3º A leitura desses livros tem por objectivo promover hábitos de leitura e ao mesmo tempo, ser um meio de aprofundamento da fé para que cada leitor a possa viver melhor na vida pessoal, familiar e social;

4º O clube promove a leitura de um livro por mês para que esta leitura seja partilhada pelos mais diversos meios entre os membros do clube ou com qualquer outra pessoa interessada;

5º A pertença a este clube é livre e verifica-se unicamente pela leitura dos livros apresentados no respectivo mês;

6º A pertença a este clube não carece de qualquer registo nem pagamento de taxas;

7º Os livros apresentados em cada mês são livros divulgados nas livrarias, principalmente nas que se identificam com a mensagem cristã como por exemplo Gráfica em Leiria ou, em Fátima, as livrarias das Edições Paulistas e Paulinas, a Loja da Difusora Bíblica, a livraria do santuário, a livraria Verdade e Vida ou qualquer outra;

8º A compra dos livros é da responsabilidade de cada membro do clube.

9º O clube poderá disponibilizar alguns livros apenas com o objectivo de facilitar a compra dos mesmos principalmente daqueles que não tem possibilidades de se deslocar às livrarias;

10º O clube irá divulgar pelos meios ao seu dispor os referidos livros tanto através dos meios da comunidade paroquial como também dos meios eletrónicos como a internet e redes sociais.

11º O clube irá numerar os livros à medida que eles forem propostos sendo que o nº 1 é o livro apresentado no mês de Outubro de 2015 que marcará o início das actividades do clube.

12º O clube não carece de orgãos sociais e será coordenado pelo pároco ou por pessoas por ele delegadas.

13º O clube promove reuniões para partilha das experiências vividas e troca de impressões bem como para sugestões de livros a serem lidos futuramente;

14º Estas reuniões poderão ser feitas livremente por qualquer grupo de membros e em qualquer local devendo ter um animador que dará contas das suas actividades ao pároco ou ao seus delegados para que estas sejam consideradas actividades do clube.

15º O clube poderá ser suspenso ou extinto por simples iniciativa e decisão do pároco.

Música-litúrgica

Pároco