Neste dia 8 de Dezembro de 2016, na Igreja Paroquial S. Pedro, realizou-se o encerramento oficial das comemorações dos 500 anos da  fundação da Santa Casa da Misericórdia de Porto de Mós.

Esta comemoração  foi integrada na celebração do dia da Imaculada Conceição que a paróquia realizou. Depois da missa, do almoço-convívio e da oração do terço, às 16:00h realizou-se uma sessão solene de apresentação do livro: "A Santa Casa da Misericórdia de Porto de Mós - 500 anos de história".  Os seus autores são Doutor Saúl António Gomes e o Doutor Kevin Carreira Soares.



 Este livro foi o resultado de dois investigadores que "vasculharam tudo o que encontraram" e que ordenaram todos os elementos de interesse para conseguirem fazer uma obra única que, agora, se tornou acessível a todos.

Esta obra dá a possibilidade de conhecer de modo profundo e sistemático a história da santa casa e, como os próprios autores realçaram, a história das pessoas desta vila e das freguesia limítrofes. Não se trata, apenas da história de uma instituição mas das pessoas que fizeram essa instituição e com ela interagiram, ora dando, ora recebendo, durante os cinco séculos da sua existência. Dessas pessoas muitas foram recordadas nesta comemoração essencialmente pela memória de gratidão de alguns dos presentes.

Para além dos autores dos livros, estiveram também na mesa de honra o Pároco da Paróquia. P. José Alves, o actual provedor da Santa Casa, o vice-presidente do município de Porto de Mós Albino Januário. Todos eles usaram da palavra no momento certo dado pelo coordenador da sessão eng. Carlos Fernandes.

As pessoas presentes nesta sessão solene eram cerca de duzentas pessoas entre convidados, paroquianos e irmãos da Santa Casa da Misericórdia.

Durante o almoço houve a oportunidade de saborear um bolo oferecido para ocasião pela Santa Casa e, no final, um café da avó e um bolo ou uma filhós a acompanhar.

Numa sala mesmo ao lado  encontrava-se uma pequena exposição de alguns documentos históricos da Santa Casa da Misericórdia e ainda algumas peças pertencentes à paróquia e que todos os presentes tiveram hipótese de visitar enquanto outros esperavam para que os autores do livro pudessem autografar os seus livros.

Foi uma sessão solene com grande beleza e harmonia que teve dois apontamentos musicais de música lírica e barroca no princípio e no fim deste evento, terminando a sessão a condizer com o dia a todas com o convite aos presentes a cantar com os dois solistas o Avé Maria de Shubert.





Música-litúrgica

Pároco