MISSA DO GALO


LEITURA I  Is 9, 1-6

Leitura do Livro de Isaías 
O povo que andava nas trevas viu uma grande luz; para aqueles que habitavam nas sombras da morte uma luz começou a brilhar. Multiplicastes a sua alegria, aumentastes o seu contentamento. Rejubilam na vossa presença, como os que se alegram no tempo da colheita, como exultam os que repartem despojos. Vós quebrastes, como no dia de Madiã, o jugo que pesava sobre o povo, o madeiro que ele tinha sobre os ombros e o bastão do opressor. Todo o calçado ruidoso da guerra e toda a veste manchada de sangue serão lançados ao fogo e tornar-se-ão pasto das chamas. Porque um menino nasceu para nós, um filho nos foi dado. Tem o poder sobre os ombros e será chamado «Conselheiro admirável, Deus forte, Pai eterno, Príncipe da paz». O seu poder será engrandecido numa paz sem fim, sobre o trono de David e sobre o seu reino, para o estabelecer e consolidar por meio do direito e da justiça, agora e para sempre. Assim o fará o Senhor do Universo.
Palavra do Senhor.



LEITURA II Tito 2, 11-14

Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo a Tito 
Caríssimo: Manifestou-se a graça de Deus, fonte de salvação para todos os homens. Ela nos ensina a renunciar à impiedade e aos desejos mundanos, para vivermos, no tempo presente, com temperança, justiça e piedade, aguardando a ditosa esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo, que Se entregou por nós, para nos resgatar de toda a iniquidade e preparar para Si mesmo um povo purificado, zeloso das boas obras. 
Palavra do Senhor.



EVANGELHO Lc 2, 1-14

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas 
Naqueles dias, saiu um decreto de César Augusto, para ser recenseada toda a terra. Este primeiro recenseamento efectuou-se quando Quirino era governador da Síria. Todos se foram recensear, cada um à sua cidade. José subiu também da Galileia, da cidade de Nazaré, à Judeia, à cidade de David, chamada Belém, por ser da casa e da descendência de David, a fim de se recensear com Maria, sua esposa, que estava para ser mãe. Enquanto ali se encontravam, chegou o dia de ela dar à luz e teve o seu Filho primogénito. Envolveu-O em panos e deitou-O numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria. Havia naquela região uns pastores que viviam nos campos e guardavam de noite os rebanhos. O Anjo do Senhor aproximou-se deles, e a glória do Senhor cercou-os de luz; e eles tiveram grande medo. Disse-lhes o Anjo: «Não temais, porque vos anuncio uma grande alegria para todo o povo: nasceu-vos hoje, na cidade de David, um Salvador, que é Cristo Senhor. Isto vos servirá de sinal: encontrareis um Menino recém-nascido, envolto em panos e deitado numa manjedoura». Imediatamente juntou-se ao Anjo uma multidão do exército celeste, que louvava a Deus, dizendo: «Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados». 
Palavra da salvação.


ORAÇÃO DOS FIÉIS 

1. Pelo Papa N., pelos bispos, presbíteros e diáconos 
e por todos os fiéis que celebram este Natal, 
para que sintam grande alegria em seus corações, 
oremos. 

2. Pelos exilados, os refugiados e os sem abrigo, 
para que encontrem, nesta noite de Natal, 
quem lhes abra a porta e estenda as mãos, 
oremos. 

3. Pelos que sofrem por causa da violência 
e pelas vítimas de toda a escravidão,
para que o Príncipe da paz Se lhes revele, 
oremos. 

4. Pelas famílias que nesta noite de Natal 
não têm pão, nem casa, nem amor, 
para que sintam a presença do Deus Menino, 
oremos. 

5. Por todos nós e pela nossa comunidade (paroquial), 
para que o Filho que nos foi dado nesta noite 
nos torne acolhedores e generosos, 
oremos. 

Música-litúrgica

Pároco